Criptomoeda ecológica

Embora o bitcoin seja a principal criptomoeda até agora, ele faz um uso excessivo de energia, por isso tem sido criticado por defensores do meio ambiente. Dessa preocupação surgiu a Chia, criptomoeda criada em 2017 pela Rede Chia, com foco nas implicações ambientais da “mineração” da moeda digital, ou seja, o processo de computação altamente especializado e intensivo em energia que cria novas moedas por meio da solução de complexas equações .

A principal diferença entre a chia e outras criptomoedas, de acordo com seus fundadores, é seu método de verificação de transação “à prova de espaço e tempo”, que usa espaço em disco não utilizado nos discos rígidos dos usuários e é mais eficiente em termos de energia do que a “prova de trabalho ”do modelo bitcoin.

Parte do apelo das criptomoedas é que as pessoas podem enviar ou receber dinheiro sem o envolvimento de bancos tradicionais ou agências governamentais, ao contrário de uma moeda fiduciária controlada por um banco central. Todas as transações são verificadas e registradas por enormes redes de computadores, usando um banco de dados chamado blockchain. Esse processo normalmente requer uma grande quantidade de eletricidade para alimentar esses computadores. Algumas estimativas colocam a produção de dióxido de carbono da mineração de bitcoin como equivalente à da Nova Zelândia.

A Chia Network tem uma plataforma de transação de blockchain chamada Mainnet, que pode ser baixada do site da rede, chia.net. Para começar a cultivar, você deve baixar o programa para o seu computador e alocar uma certa quantidade de espaço para a rede através da interface do usuário.

Mas não se pode dizer que a moeda é ecologicamente correta, pois os computadores precisam de energia para funcionar e os recursos naturais são usados ​​para construir discos rígidos. A plotagem, o processo de criação de arquivos que são subsequentemente coletados como parte do processo de cultivo, ainda usa espaço no disco rígido do computador e energia da CPU, mas requer muito menos energia do que o necessário para o processo de mineração de prova de outras criptomoedas.

Por isso, embora a Chia ainda gere gastos significativos, ficamos sempre felizes em saber que caminhamos para um mundo de muita inovação tecnológica e cada vez mais reduzindo os impactos negativos gerados no meio ambiente.

Por Thais Chehab

Para saber mais, acesse CNN Brasil

Diferenciando protótipo de MVP

Embora frequentemente confundidos, o protótipo e o MVP (Produto Mínimo Viável) assumem funções distintas no processo de desenvolvimento de produtos, especialmente no contexto de