Games para tratar assuntos sérios: a experiência de BEFORE I FORGET

O jogo Before I Forget (2020) é uma produção independente criada pelo estúdio inglês 3-Fold Games , formado pelas game designers Chella Ramanan e Claire Morwood. O game está disponível nas plataformas Nintendo Switch, Xbox One, Xbox Series X e PC. Before I forget (“Antes que eu esqueça” em uma tradução livre) coloca os jogadores em primeira pessoa no papel de Sunita, uma mulher vivendo um quadro precoce de demência que, anos atrás, foi uma cientista de renome. No decorrer da narrativa, assumindo o controle da personagem, é possível percorrer o interior de uma casa na qual – a cada cômodo – vão se revelando fragmentos de memória conforme se interage com misteriosos objetos do passado como fotos, partituras de música, cartas, discos e jornais. Quanto mais o jogador examina o passado de Sunita, mais lembranças vão surgindo e formando um mosaico irregular do passado da personagem.


O jogo pode ser experienciado no intervalo de uma hora – se jogado sem pausa – e foca em uma narrativa densa feita por meio de um monólogo interior com a voz de Sunita, tratando do tema sensível de uma mulher que está adoecendo e perdendo suas memórias por conta do quadro de demência a que foi acometida. A mecânica do jogo é pautada na exploração da antiga casa e na resolução de puzzles simples que sempre fornecem como recompensa um fragmento do passado de Sunita. Vale ressaltar que as designers responsáveis pelo jogo pesquisaram a fundo os diferentes sintomas da doença e utilizaram recursos de flashback, distorção visual e auditiva para representar de maneira clara como a demência pode se manifestar em uma pessoa.


Mais do que focar no feature de “entretenimento”, Before I Forget coloca em uma interface repleta de ludicidade uma discussão sobre um problema de saúde grave para transmitir uma mensagem de conscientização para sua audiência.

Veja só o trailer e tente não se emocionar com a narrativa:

Mais um belíssimo exemplo de como games podem entreter, ensinar e conscientizar. Ou, em outras palavras, como os games podem passar mensagens sérias por meio de entretenimento.

Boas referências para UX e UI

Uma das disciplinas introdutórias do curso de Ciência de Dados e Negócios da ESPM é a de UX/UI. Nela, os estudantes estudam os princípios