Malha de segurança cibernética: uma tendência que vai ficar mais forte nos próximos anos

A Malha de Segurança Cibernética, também conhecida como CSMA (Cybersecurity Mesh Architecture), é uma nova abordagem para a segurança cibernética que visa proteger as organizações contra as crescentes ameaças cibernéticas. A CSMA é inspirada na arquitetura de malha, que é um modelo de design para sistemas distribuídos que se baseia em princípios de autonomia, escalabilidade e resiliência.

Na CSMA, as funções de segurança são distribuídas por toda a infraestrutura de TI da organização, em vez de serem centralizadas em um único local. Isso torna a segurança mais adaptável e flexível, pois permite que as diferentes partes da organização se autoprotejam e se comuniquem entre si de forma segura.

A CSMA oferece torna a organização mais resiliente a ataques cibernéticos, pois os atacantes não podem simplesmente desativar um único ponto de falha para comprometer toda a infraestrutura. Ela também facilita a detecção de ameaças cibernéticas, pois as diferentes partes da organização podem compartilhar informações sobre atividades suspeitas, além de permitir que as empresas respondam mais rapidamente a incidentes cibernéticos, pois as diferentes partes da organização podem trabalhar juntas para conter a ameaça.

CSMA não é algo novo no panorama de tecnologia, mas é uma tendência que vai ficar cada vez mais exigida no mercado, sobretudo pelos tempos que vivemos.

Diferenciando protótipo de MVP

Embora frequentemente confundidos, o protótipo e o MVP (Produto Mínimo Viável) assumem funções distintas no processo de desenvolvimento de produtos, especialmente no contexto de